Repertório de actividades da área de Ciência das Religiões da Universidade Lusófona (Lisboa)

.posts recentes

. Lançamento do livro "Uma ...

. ...

. Visita à Sinagoga Sharé T...

. NOVO ANO LECTIVO - NOVAS ...

. Apresentação do livro de ...

. Seminário Aberto com o Pr...

. Dissertação de Paulo Mend...

. Encontro “Diversidade Cul...

. Globalização e Ayahuasca,...

. Do Caos à Ordem: Mitologi...

.arquivos

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Agosto 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

Sexta-feira, 17 de Setembro de 2010

Três Religiões, Uma Cultura

Apresentação do Projecto Cívico

 

Três Religiões, Uma Cultura

a propósito dos 1.300 anos da chagada do Islão à Europa

 

 

          

          

Em 2011 passarão 1300 anos sobre a invasão de Tariq que, em pouco tempo, dominou a quase totalidade da Península Ibérica.
Que faremos com essa data? Tentaremos não nos aperceber desse facto, ou podemos acolhe-la e dar um salto qualitativo na visão que temos do Islão?


A área de Ciência das Religiões da Un. Lusófona lança aqui um Movimento Cívico em que procuraremos, ao longo de um ano, desenvolver Conhecimento, criar Diálogo, e fomentar o Respeito.


É possivel não criar um Choque de Civilizações, mas sim, um Encontro ed Civilizações.

 

Mais de um milénio depois, herdeiros que somos de muitos aspectos culturais decorrentes de uma proximidade que, directamente, apenas terminou em 1492, interessa-nos, de forma descomplexada, olhar para o que de relevante essa presença muçulmana nos trouxe.
Campo de muito preconceito, que radica no desconhecimento, a visão da História e do legado cultural tem sido mutuamente marcada pelo ressentimento, solo fértil para a desconfiança e a intolerância transpostas para o presente.


No tempo que vivemos, um olhar isento sobre essa época de significativo convívio entre cristãos, muçulmanos e judeus, pode dar ânimo reforçado à cada vez mais complexa situação da integração dos muçulmanos na Europa.

Por um lado, os muçulmanos poderão ter acesso ao conhecimento de uma cultura, de um Califado, que foi marcadamente cosmopolita, orgulho da Europa actual. Por outro lado, todos os cidadãos poderão compreender que a visão que os media hoje transmitem não é, necessariamente, a única forma de Islão possível.

Todos perceberão que muito do que a Europa e o Ocidente é hoje em termos filosóficos, tecnológicos e científicos, se deve a esse Islão que viveu num espaço de convívio onde hoje é Portugal e Espanha.


Isto é, neste quadro é possível uma atitude de respeito entre as três grandes religiões do Mediterrâneo.

Basta desenvolver produtos concretos que levem este conhecimento, pedagógica e didacticamente trabalhado, à generalidade da população, deixando-se os foros de discussão que, infelizmente, se revelam cada vez mais estéreis na formação de sensibilidades transversais a largas fatia das populações.

 

publicado por Re-ligare às 02:02
link do post | comentar | favorito

..

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds